Main menu

Skip to content

A revolução digital na propaganda

Existem várias maneiras de a sua empresa fazer publicidade, a exemplo da publicidade offline. Nela você considera usar flyers, banners impressos, folders,  outdoors, anúncios em jornais, revistas e até mesmo a televisão, utilizando de uma comunicação ampla e falando a um público abrangente. Já a publicidade online é aquela realizada em mídias como sites, blogs e redes sociais, fazendo com que os consumidores te encontrem com mais facilidade através de estratégias digitais objetivas e direcionadas – tudo isso pelo processo de revolução digital atuante na propaganda. 

A publicidade online possui muita força atualmente, já que a internet é o principal meio de veiculação de informações e geração de novos negócios – afinal,  o marketing como ferramenta para impulsionar diversos tipos de negócio não é novidade. Sempre foi através dele que as corporações conseguiram agregar valor aos seus produtos e serviços, e apresentá-lo ao cliente, fazendo o capital girar. Mas diante da grande proporção que as redes tomaram, essa ferramenta precisou se adaptar, e a partir de então, surgiu o marketing digital, colocando a empresa em evidência onde o consumidor está – na internet – possibilitando às corporações o usufruto das oportunidades, pois nesse novo ambiente de marketing, conduzido pela tecnologia, as marcas obtêm espaço para falar diretamente com seu público, que é quem define onde ele pode ser encontrado e como ele quer receber informações. 

Entretanto, apesar gerar bons resultados, a publicidade online enfrenta diversos desafios: exposições exageradas de anúncios que incomodam o usuário, imagens e vídeos de carregamento lento, e também a cautela necessária para não invadir a privacidade do consumidor ou utilizar seus dados pessoais da maneira indevida.  Além disso, as mudanças nesse universo ocorrem constantemente, e assim, as ações precisam estar em constante movimento também.  

Apesar do grande espaço conquistado pela publicidade online, é  equivocado pensar que uma forma é melhor que a outra, pois cada mídia tem sua importância – a exemplo do rádio que possui flexibilidade ao poder ser “consumido” enquanto o ouvinte realiza outras ações – e o interessante é que elas sejam trabalhadas de forma complementar.  O que aconteceu, na verdade, é que nas últimas décadas as alternativas aumentaram significamente, fazendo com que hoje as empresas possam expor sua marca em qualquer meio. Vale ressaltar que promover uma marca sem o conhecimento necessário pode gerar problemas, seja o meio on ou offline. 

Com um universo de tantas fontes alternativas, a questão que fica é: como manter meu negócio relevante? Marque uma reunião e venha descobrir com a nossa equipe a melhor forma de publicidade para impulsionar a sua empresa!

Fonte:

Postado por Ana Falkine em 26 de março de 2020